6 dicas para cuidar da pintura do seu veículo de frota

ivei // 10 de junho 2016
pintura-automotiva-veiculo-de-frota

Não importa muito o modelo do carro ou se ele é seu ou da empresa. Quem gosta de carro e é caprichoso, cuidará do carango, seja de uso pessoal ou do veículo de frota da empresa, como se fosse o seu próprio.

E quando o assunto é pintura automotiva, o blog da IVEI – Inteligência Veicular certifica-se de obter as melhores dicas para que a beleza e o brilho de fábrica durem o máximo de tempo possível e ao contrário do que se diz a crença popular, não há diferenças entre os cuidados com pinturas sólidas ou metálicas.

1 – Lavagem

Carro limpo é o primeiro requisito para a conservação da pintura. Independentemente de você lavar o seu próprio carro ou terceirizar esse serviço com empresa especializada (em seu lava jato de confiança), opte sempre pelo uso de produtos ambientalmente corretos e detergentes desenvolvidos especialmente para aplicação em pinturas (jamais use detergentes domésticos, pois seus componentes possuem pH que não foram desenvolvidos para uso automotivo).

Além de lavar o seu veículo semanalmente (ou sempre que possível), evitando é claro o desperdício de água, se o seu veículo fica exposto ao tempo é aconselhável que as lavagens sejam feitas à sombra. Você também poderá optar pela lavagem a seco, desde que se tenha o cuidado da remoção prévia de areia e poeira que pode riscar ou danificar a pintura.

2 – Cera

Quando o veículo sai da fábrica, ele possui uma camada protetora que com o tempo, se desgasta. É recomendado que seja aplicada cera automotiva no veículo a cada três meses. Numa situação mais crítica, o polimento pode ser recomendado por ser uma técnica mais profunda.

3 – Sol & Chuva

É recomendado evitar lavar ou encerar o veículo ao sol pois o aquecimento da lataria certamente provocará manchas na pintura. Já falamos em outro post, sobre os demais cuidados com veículos que ficam expostos ao tempo.

A chuva também pode provocar manchas (na camada protetora superficial). Porém essas manchas podem ser removidas se lavadas assim que a água da chuva secar sob a lataria.

4 – Olha o passarinho!

Quando deixamos os veículos na rua ou expostos em locais não cobertos, eles podem ser sujos por pássaros ou mesmo, pela seiva de plantas. O ideal é remover a sujeira assim que possível, de preferência, no mesmo dia do ocorrido. Uma receita caseira muito utilizada é a aplicação de meio limão na área atingida seguida de água em abundância para remover ambos.

 5 – Riscos e Amassados

Pequenos riscos e amassados podem gerar a oxidação da lataria. Por essa razão devem ser consertados assim que possível para reparar esses danos leves. Manutenção Preventiva sempre evita gastos maiores no futuro e dependendo o caso, evita até acidentes. Você poderá optar pelo conhecido “martelinho de ouro” para os amassados ou então, polimento, espelhamento, revitalização ou cristalização para os riscos, seja qual for o nome utilizado em seu local de confiança.

6 – Adesivos

Se o veículo de sua frota é adesivado com a marca, produtos e informações de contato de sua empresa, é imprescindível que seja feito com muito cuidado e de preferência por alguém que conhece do assunto, uma vez que a cola pode danificar ou manchar a pintura. O mesmo cuidado é necessário na hora da remoção, onde um soprador térmico ou espátula plástica podem se fazer necessárias.

Além desses cuidados com a pintura, fique sempre de olho em seus veículos da frota. Não os deixe a mercê de planilhas, controles manuais ou simplesmente ao acaso. Tenha em mãos um sistema de rastreamento veicular que te permitirá ter um efetivo controle de frota e gestão dos veículos de frota de modo a trazer segurança, produtividade de sua equipe de vendas ou de entregas e economia nos custos com combustíveis e em peças de reposição com o aumento da vida útil dos seus veículos.

Entre em contato com nossos especialistas agora mesmo e conheça mais sobre o nosso sistema de rastreamento veicular: 0800 600 38 00​

Tags:

Deixe seu comentário